Cânions do Xingó (Rio São Francisco)

Rodando sozinha pelo nordeste em 24 dias

Cânions do Xingó (Rio São Francisco)

Viajar sozinha é uma constante na minha vida, raras vezes viajo acompanhada! No ano passado, passei meu aniversário sozinha mochilando pelo México e decidi que este ano repetiria a dose. E foi assim que escolhi passar a data no Nordeste – a combinação de sol + praia + calor é a minha preferida da vida!

Já sabia que abril é considerado um dos piores meses para ir pra lá porque é época de chuva, fui consciente de que poderia me dar mal, mas dei sorte (ou as informações na internet que são exageradas mesmo): quase todos os dias chovia rápido (e às vezes forte) pela manhã bem cedo, mas logo o tempo limpava e o sol brilhava pelo resto do dia! Apenas 2 dias que realmente foram 100% nublados, mas é tanto calor que não atrapalhou.

Planejamento

Para definir o roteiro, verifiquei as possibilidades dentro dos 24 dias que tinha disponível: assim, optei pelos Estados do Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte. A Bahia ficou de fora dessa vez, pois penso que ela merece 20 dias só pra ela, e o Ceará conhecerei em julho.

Comprei as passagens indo por Aracaju e voltando por Natal e a locomoção do meio do caminho seria decidida na hora, já que alugar um carro estava fora das possibilidades!

Gosto sempre de deixar tudo organizado e bem planejado, mas dessa vez a única coisa que fiz foi definir as “cidades-base” e reservar os hostels pelo Booking, pois, com a opção de cancelamento sem custos, eu poderia reajustar o roteiro no meio se desse vontade (e isso aconteceu bastante)! Todo o restante deixaria pra decidir na hora, como passeios, deslocamento até as próximas cidades, etc.

Porto de Galinhas - Pernambuco
Porto de Galinhas – Pernambuco

Roteiro

Perdi as contas de quantas vezes alterei o roteiro original durante a viagem (por exemplo, ia ficar 4 noites em Recife mas fiquei duas, não ia ficar nenhuma em Pipa e fiquei 3!), portanto meu roteiro final ficou assim:

O famoso “pinga pinga”, mas deu certo!

Não sabia o que esperar de Aracaju e João Pessoa, mas estas foram as experiências mais gratificantes: achei o Sergipe encantador, Aracaju é muito linda e limpa, morri de amores pela região do rio São Francisco, bem como amei as praias inexploradas da Paraíba!

Mas meus locais favoritos definitivamente foram Milagres e Pipa. Poderia passar meses nesses locais, não somente pelas belezas naturais em si, mas pela energia muito boa das cidades, indescritível!

Não gostei muito de Maragogi nem Natal, razão pela qual diminuiria o tempo de estadia por lá (não quero criar polêmicas, sei que são dois locais muito amados por todos, mas eu esperava outra coisa do que encontrei!). Recife também poderia ter menos tempo, apesar de ter gostado bastante da cidade (fiquei em Boa Viagem e visitei o centro antigo + Olinda)!

Falésias da praia do Gunga
Falésias da praia do Gunga – Alagoas

Hospedagem

Como já falei ali em cima, optei por ficar sempre em hostel (exceto em Milagres, porque lá não tem mesmo), além de ser minha opção preferida, penso que é essencial quando viajamos sozinhos – possibilita que conheçamos gente e olha, quanta gente maravilhosa eu conheci! ❤

Pesquiso as hospedagens no Booking e escolho fazendo uma combinação de preço + avaliações. Dessa vez escolhi os mais bem avaliados e que, coincidentemente ou não, também tinham os melhores preços! A diária mais cara que paguei foi R$ 55 e todos foram INCRÍVEIS! Indico todos eles de olhos fechados, todos superaram minhas expectativas.

Como se locomover sem carro?

Essa era minha maior dúvida: entre as capitais o serviço de ônibus turístico (desses que saem das rodoviárias) funciona super bem, como em qualquer capital, mas para as cidades menores eles não existem! Então, de Maceió para Milagres peguei um passeio numa excursão e, ao invés de voltar, fiquei por lá, de Milagres para Maragogi paguei pra um moço me levar, indicado por um conhecido (ou era isso ou estaria lá até agora haha), de Maragogi para Porto de Galinhas também peguei passeio, de Porto para Recife a princípio pegaria um ônibus de linha, porém um taxista topou me levar pelo mesmo preço do ônibus! De Jampa para Pipa peguei ônibus de turismo para Natal até o meio do caminho (desce numa cidade que chama Goianinha, o motorista vai te deixar numa esquina da BR 101 com uma ruazinha) + van (que sai de trás da igrejinha que fica no fim dessa rua que o bus vai te deixar) e de Pipa para Natal um ônibus meio turístico, meio de linha (ele parecia de turismo, mas parava mil vezes rs). Para conhecer as praias das cidades que eu estava, ou ia a pé, ou pegava ônibus de linha, ou fazia excursão com agências. Para os deslocamentos aeroporto-hostel-rodoviária, o Uber foi meu melhor amigo. Uma pequena aventura, mas que funcionou super bem e deu zero perrengue!

 

Viajar sozinha: minha experiência

Muita mulher fica apreensiva em viajar sozinha, especialmente pelo Brasil (infelizmente as cidades do Nordeste encabeçam a lista das mais violentas do país), mas vai por mim: só fica sozinho quem quer! Em todos os lugares conheci pessoas maravilhosas e eu costumo dizer que as amizades de viagem são as melhores – já tenho vários planos com diversos desses novos amigos! O Nordeste me recebeu super bem, seu povo é muito amável e solícito e posso afirmar com toda certeza que essa foi a viagem mais maravilhosa que fiz até hoje. Todo lugar foi uma grata surpresa e só tenho coisa boa para contar.

Minha maior dica é: vá de coração e sorriso abertos que é sucesso! Tomando o cuidado que você toma sempre na sua cidade e, claro, prestando atenção em tudo ao seu redor, não tem erro. Viajar sozinha é o maior presente que podemos dar para nossa autoestima!

Autora: Carol Palhares 

Carol Palhares

Carol Palhares Viajante solo assumida, quando criança sonhava em ser astronauta só pra ver a Terra por cima. 31 anos, internacionalista, nutre um amor louco pelo sudeste asiático e sonha com o dia em que terá mais carimbos no passaporte do que itens no armário!

 

 

A Carol é uma Colecionadora de Destinos muito especial que fez um roteiro incrível pelo nordeste!! Quer ter um texto seu publicado aqui? Entre em contato comigo para conversarmos. ♥ 

 

〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️Reserve pelo Site! 〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️

Você sabia que quando reserva pelo Colecionando Destinos você não gasta nada a mais,  tem descontos e ainda ajuda muito a manter o site ativo e cada vez com mais dicas para vocês? Que tal reservar por aqui?

🏨 Hospedagem: Booking.com, Airbnb, HostelWorld
♥️  Seguro Viagem: Seguros Promo, Real Seguros
📱 Chip Internacional: EasySim4u
🎟 Passeios e Ingressos: TourOn,

 〰️ 〰️ 〰️ 〰️ 〰️ 〰️ 〰️ 〰️ 〰️ 〰️ 〰️ 〰️ 〰️ 〰️ 〰️ 〰️ 〰️ 〰️ 〰️ 〰️ 〰️ 〰️ 〰️ 〰️ 〰️

Anúncios

14 comentários sobre “Rodando sozinha pelo nordeste em 24 dias

  1. Admiro muito pessoas que viajam sozinhas, não sei se daria conta, fico muito inseguro. Mas, claro, “sozinhas” entre aspas, já que conhecem muita gente nos hostels e fazem muitas amizades! O Nordeste é uma região do Brasil muito rica culturalmente, dá gosto de visitar. Fico com um pouco de medo da violência e tal, mas, quando fui, foi bacana. Fez um roteiro muito bom!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Esse roteiro ficou muito bom mesmo, rodar assim pelo nordeste é otimo! Concordo com vc sobre Natal e Maragogi e me arrependo ainda de não ter passado nenhuma noite em SM Milagres e Pipa, pois qnd fui só passei um dia nesses lugares. Com certeza posts assim ajudam muito a quem está se planejando 🙂

    Curtir

  3. Arrasou no roteiro pelo meu Nordeste! De todos os lugares que passou, só não conheço Milagres. Que pena que não curtiu Natal (a minha capital preferida da região), mas que bom que se surpreendeu positivamente com meu Estado, a Paraíba. As pessoas nunca sabem mesmo o que esperar, mas sempre amam as nossas praias! Recife não precisa de mais do que duas noites mesmo não (que os recifenses não leiam isso! Rsrsrs).

    Curtir

  4. Só viajei sozinha a trabalho e super admiro as mulheres que não se prendem e saem por aí desbravando esse “Mundão”. Confesso que me “decepcionei” com Natal e que esperava mais de Pipa, mas cada um tem a sua experiência. Continue viajando e nos contando suas experiências.

    Curtir

  5. Muito bacana sua experiência Carol. Admiro quem viaja sozinha como você, deve ser enriquecedor. Eu não encaro, mas sei que é bobagem minha, porque deve ser muito bom. Estou conhecendo o nordeste aos poucos, mas tb estou doida pra fazer uma trip assim, rodar bastante. Bahia tb não incluiria nesse roteiro, ela merece um mochilão separado. Nesse estilo de viagem também prefiro não viajar com tudo planejado, pois é interessante ter margem para poder mudar de ideia no curso da viagem. Bjs

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s