Piranhas

Patrimônio Nacional de gente acolhedora e ótimos abraços

carro

Talvez você ainda não conheça e nunca ouviu falar da cidade de Piranhas, em Alagoas. Já aviso que a cidade não é perigosa e nem violenta como o peixe, rs. Vai por mim! A cidade super interiorana e no meio do sertão, tem uma população de sorriso largo, e de pessoas receptivas, que levam uma vida tranquila, sem pressa.

Aqui nesse artigo, mostrarei para vocês muitas informações sobre o que fazer em Piranhas, e vou convencê-los de que é uma ótima viagem.

Localização e Hospedagem

Como chegar:

Nossa escolha foi fazer o trajeto de carro e foi mais ou menos assim: Aprox. 200 km pela
chamada Rota do Sertão: saindo de Aracaju em direção a Itabaiana pela BR 235; vá pela SE 175 em direção a Ribeirópolis e Nossa Senhora da Glória, aí você segue pela SE 230 até Canindé de São Francisco. Para chegar em Piranhas é só atravessar a ponte e seguir as placas…Fácil fácil.
Mas caso você opte ir para Piranhas apenas para fazer o passeio dos Cânions (falo sobre o passeio mais adiante), a dica é a seguinte: Em Aracaju, você tem a opção de fazer um bate e volta. Nos próprios hotéis você encontra diversas empresas que fazem esse transfer. Os ônibus passam nos hotéis em Aracaju a partir das 6h30 e começam a devolver os passageiros às 19h30. São 3 horas de estrada para ir, 3 horas para voltar.

Eu não recomendo o bate e volta, por motivos óbvios. A viagem será cansativa e você não terá tempo de aproveitar e conhecer de verdade a cidade.

Onde Ficar:

Nossa estadia em Piranhas foi bem agradável. Tivemos a grata surpresa de conhecer uma pousada incrível. Por acaso ficamos sabendo da Pousada Lampião Rio e quando vimos as fotos, ficamos apaixonados. Dois motivos nos chamaram a atenção.  A localização, de frente para o Rio São Francisco, e a belíssima piscina que também fica de frente para o Velho Chico. A propriedade é super bem localizada e abriga uma estrutura muito confortável. Para nós, a escolha foi a melhor, pois estávamos de carro e não precisávamos sair muitas vezes, além das saídas para os passeios.

A pousada não fica no centro, ela está um pouco afastada mas vale muito essa escolha. Contudo, existem outras opções de hotéis e pousadas mais centrais com excelente custo-benefício. Vale dar uma pesquisada.

O que fazer

Estamos falando de uma cidade cheia de tradição e cultura do sertão nordestino. O mais legal é que em 2003, Piranhas foi tombada pelo IPHAN e recebeu o título de Patrimônio Histórico Nacional.

E se você vai fazer a Rota do Cangaço, BINGO! Piranhas será com certeza sua escolha. As saídas para o passeio são feitas de barco. Do Cais de Piranhas você percorre cerca de 12 quilômetros pelo leito do Rio São Francisco. O passeio pode ser feito de catamarã (R$ 50 por pessoa) em grupos maiores ou de lancha (R$ 60 por pessoa, mínimo de 3). Os valores podem sofrer alterações.

Outro passeio imperdível da região e, talvez o mais famoso é conhecer os incríveis Cânions do Xingó.

O passeio em Catamarã sai do restaurante Karranca’s, na margem sergipana, a 9 km do centrinho de Canindé de São Francisco. Fizemos esse passeio e optamos pela empresa MFtur, sem dúvidas isso fez o passeio ser ainda mais especial. A empresa é credenciada e tem uma equipe muito atenciosa e bem preparada. Durante o passeio os guias do catamarã dão todas as explicações históricas sobre o São Francisco e sobre os Cânions. O passeio de catamarã, partindo de Canindé de S. Francisco estava custando RS 90,00

Além desses passeios, em Piranhas você pode visitar o museu do Sertão, o centrinho histórico, a torre do relógio, a feira de exposição e cultural de artesanato, sem falar da linda igrejinha branca lá no alto da cidade.

Alimentação

A cidadezinha é pequena mas oferece várias opções de restaurantes. No centrinho você terá diversos bares e até um restaurante japonês.

Nós conhecemos também o restaurante O Lampião, que fica no mesmo terreno da pousada que nos hospedamos. Os pratos eram muito bem servidos e deliciosos.

Essas são algumas opções de locais com boa comida: Caboclo D’Água, Pizzaria Altemar Dutra, Flor de Cactus.

O importante é você chegar e conhecer para escolher qual restaurante tem mais a ver com você.

Piranhas é um local com características únicas. Cultura, povo, arquitetura e história farão você deixar a cidade, mas a cidade nunca deixará você. Lembre-se dos abraços quando recebê-los. Serão abraços cheios de histórias.

E agora é a sua vez de sair por aí @diviagempelomundo.

Bjokas e vejo vocês no portão de embarque.

Didi Michalski

 

Anúncios